Timbuktu

timbiktuO filme é sobre a humanidade que desce ladeira abaixo agarrada à religião.

Em abril de 2012, milícias islâmicas derrotam as tropas do governo do Mali e fazem a jihad pela força das armas. Em Timbuktu, a sharia proíbe o álcool, a música e os valores ocidentais. A população resiste. Pelas ruas há cartazes dizendo: “a cidade foi construída no Islã e apenas a lei islâmica vale aqui”.

Em fevereiro de 2013 a cidade é libertada por tropas francesas. A vida é devolvida à população e à esfera do Ocidente. O filme de Abderrahmane Sissako mostra os meses sob a ocupação.

O diretor registra a situação sufocante no cotidiano simples e verdadeiro da população sob ocupação. O propósito dos opressores é mostrado nos atos educativos e purificadores: vigilância minuciosa, recitação de trechos sagrados, julgamentos e prisões em nome da religião. Mesmo jogar futebol  torna-se um ato de desobediência. Com ironia, Sissako mostra uma partida jogada sem bola, mas no máximo da sua beleza.

Longe da cidade, o pastor Kidane e sua família levam a vida como sempre foi, em paz e liberdade, até que uma briga com um vizinho faz de Kidane um assassino e o obriga a ir à cidade. A cena é belíssima, filmada sob a melhor luz que a natureza africana pode dar ao cinema.

Não há dúvida: Sissako faz um recorte que não busca o equilíbrio. O filme andou lhe garantindo o título de “mestre”. É menos. Poderia ter caprichado na direção dos atores. Os personagens são desenvolvidos apenas até onde servem ao seu panfleto. Não esperem muita densidade, tudo está para reiterar a opressão extremista.

Na era Charlie Hebdo, o tema é atualíssimo, mas o filme perde a chance de tratá-lo com mais cuidado. O mundo é grande e há muitas Timbuktus por aí. Os pequenos fascismos de varejo em nome da religião continuarão garantindo nossa descida ladeira abaixo.

Anúncios
Esse post foi publicado em 2015_1, crítica e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s